No meio de tanta loucura, pressa e falta de sentimento, criei um único lugar onde algo faria sentido,pelo menos para mim. Um lugar para confortar e acolher pequenas idéias e grandes sentimentos, embora a indiferença de muitos.

sábado, outubro 06, 2012

Tobby


Tinha um ano, fugi de casa. Era pequeno ainda, o suficiente para passar pelas grades. Por um descuido, sai sem rumo pelas ruas.

De amores, vive aos montes. Sua maioria, amores de televisão – elas enrolavam minha cabeça.

Porém, jamais encontrei amor igual ao teu, meu bem. Quem para me abrigar da chuva se não você? Quem mais para me dar de comer? E brincar comigo...

Agora, sou só. Rabugento, é meu nome por aqui. Que contraste com outrora, quando chamado de dengoso, cheiroso e macio. Mesmo quando eu era o treloso, era com carinho.

Como te achar, meu bem? Me acha! Espalha jornais com minha foto, com meu nome. Que nome? Como eles me chamariam? E será que já há outro em meu lugar? Outro tomando meus banhos e meus mimos. É triste demais estar nesta vida sem você, na rua.

Que vida de cão.

Nenhum comentário: