No meio de tanta loucura, pressa e falta de sentimento, criei um único lugar onde algo faria sentido,pelo menos para mim. Um lugar para confortar e acolher pequenas idéias e grandes sentimentos, embora a indiferença de muitos.

terça-feira, julho 12, 2011

       Hoje não há razões para sorrir. Hoje não há razões para sair. Hoje eu quero ficar só, tomar um pouco de café, me aquecer vendo TV, comer chocolate e ver filmes que me lembrem você. Mas alguém bate a porta e, ao abrir, há razões para sorrir, para ficar em casa, e para mentir.

Um comentário:

Carine disse...

Contar mentiras para nós mesmos é o melhor jeito de escapar da solidão e da verdade.